top of page

Mulheres Cooperativistas do ES

Com mais de 180 participantes durante dois dias, 11 palestrantes e painelistas compartilharam suas trajetórias e conhecimentos para instigar a participação feminina no coop





Durante o evento, foram oferecidas quatro palestras, dois painéis e um workshop, todos liderados por mulheres de destaque no cenário estadual e nacional.

Carlos André Santos de Oliveira, diretor-executivo do Sistema OCB/ES, também esteve presente na abertura e enfatizou a importância de promover a participação efetiva das mulheres no cooperativismo. Ele destacou: “Temos o desafio de empoderar as mulheres nas cooperativas, inserindo-as nos processos decisórios. Elas têm as mesmas condições que os homens para ocupar cargos de liderança”.

Além disso, anunciou duas iniciativas que fortalecerão a presença feminina no cooperativismo: a formação do Comitê Estadual de Mulheres Cooperativistas do Espírito Santo e o Programa de Formação de Lideranças Femininas do Sistema OCB/ES.


“Queremos oportunizar o protagonismo das mulheres, para que elas estejam à frente, tomando posse dos lugares que pertencem a elas, seja na propriedade, junto às famílias ou dentro da cooperativa”


Primeiro Dia

O evento teve início com a palestra “O Cooperativismo em Foco: Desafios e Oportunidades”, apresentada por Débora Ingrisano, gerente de Desenvolvimento Cooperativista do Sistema OCB. Ela compartilhou informações sobre o cooperativismo global, brasileiro e capixaba, destacando a meta BRC 1 Tri, que incentiva as cooperativas brasileiras a atingirem R$ 1 trilhão de prosperidade até 2027.

Ingrisano também abordou os desafios enfrentados pelas mulheres em busca de representatividade, observando que, embora sejam a maioria da população, ainda ocupam uma minoria de cargos de liderança e enfrentam desigualdades salariais.



Segundo Dia

A segunda parte do evento começou com o painel “Histórias Inspiradoras: Mulheres que Inspiraram e Fizeram Acontecer”. Três mulheres compartilharam suas trajetórias de superação e busca por oportunidades de crescimento pessoal e profissional.

Uma das palestrantes, Roberta Bispo, diretora-presidente da cooperativa financeira Sicoob Servidores, contou como sua determinação a levou do interior de Minas Gerais ao cargo de liderança que ocupa hoje.



“Esse modelo estabelece práticas éticas visando garantir a consecução dos objetivos sociais e assegurar a gestão da cooperativa de modo sustentável em consonância com os interesses do cooperado”

A palestrante também reforçou os princípios da governança cooperativa, que são autogestão, senso de justiça, transparência, educação e sustentabilidade.


Dra. Norma Louzada, diretora administrativo-financeira da Unimed Vitória, compartilhou sua jornada de crescimento na gestão da cooperativa.

Jacqueline Moraes, secretária estadual de Políticas Públicas para as Mulheres, falou sobre sua infância desafiadora e sua ascensão na política.

O evento também incluiu apresentações sobre o Comitê Nacional de Mulheres do Sistema OCB, seguidas de um workshop sobre liderança feminina.

Encerrando o encontro, um painel destacou casos de sucesso de núcleos e comitês de mulheres no cooperativismo brasileiro. Foram apresentados exemplos inspiradores de cooperativas com forte presença feminina em seus quadros.






bottom of page